quinta-feira, 7 de abril de 2011

VERONA, A CIDADE DE ROMEU E JULIETA (1)

A chegada a Veneza pelo Gran Canal e indescritível.
 Ver Veneza do mar é uma nova leitura de La Sereníssima


O desembarque do navio foi meio cansativo. Temos de entender que são mais de 3 500 pessoas e umas 8000 malas... Teve gente querendo se pegar por causa de carrinho de desembarque. OH! Deus!

O motorista contratado ( Moreno) nos esperava com uma van Mercedes que coube toda nossa enorme bagagem.Por volta das 14 horas já estávamos no Hotel Holliday Inn Congress em Verona. Ele é calado, mas bastante gentil. Carregou nossas incríveis malas e nos conduziu pela auto estrada até Verona. E que estrada!

Os campos amarelos de colza ( uma sementinha da qual se faz óleo combustível), os vinhedos, a terra preparada para a semeadura e o verde de algumas plantações nos enchem a alma de alegria.

Verona me deixou emocionada pela beleza e por todo o romantismo que a cerca. Fizemos um passeio de charrete ( só as mulheres) enquanto o sol se escondia. A Arena e o Castel Vecchio são notáveis. Pra falar a verdade,  nem sei mais que adjetivos usar pra descrever tudo que estamos vendo e vivendo  nessa incrível viagem.

Eu e a Renata vamos ter muito o que conversar. Devemos ir ao Lago de Garda e Sirmione amanhã, acompanhadas de uma guia local.

Hoje em uma feira, numa linda praça de Verona, ( Piazza Erbe) fotografei aspargos, zuchinis, tomates e radiquios de deixar qualquer amante da boa culinária italiana com água na boca.

Ficamos num bar na Piazza Bra, nos encantando com os sabores e cores da Itália.

Agora vamos dormir que amanhã o dia começa cedo e devemos ir a Sirmione e Lago de Garda.

Um comentário:

Evilane disse...

Realmente Verona e Unica!!Eu passo sempre em frente a Arena para ir trabalhar e parece que estou sonhando, entrando no tempo!!E uma emoçao sem fim!!Me recordo a primeira vez que conheci essa cidade maravilhosa!!Parecia que o tempo tinha parado!! Sem palavras!!espero vcs aqui novamente e sem desencontros!!